Composteira Caseira

(will publish this in english as a new post)

Vou compartilhar aqui uma solução de baixo custo para a reciclagem do lixo orgânico, apropriada para apartamentos e habitações urbanas que não contam com um pedaço de terra ou área externa. As fotos são da composteira que fiz aqui em casa  : )  Vermicompostagem (com minhocas!)

000_0005Para fazer essa composteira é importante utilizar suportes empilháveis para separar os diferentes estágios da compostagem.

Neste caso, utilizei baldes de margarina de 15L reaproveitados. Você pode pedi-los de graça em comércios locais como lanchonetes, padarias, casas de suco, etc. São empilháveis e perfeitos para o trabalho!
O primeiro passo é cortar o centro da tampa que ficará entre os dois baldes. Deixe uma borda para que um balde possa encaixar em cima do outro (essa tampa vermelha é perfeita para isso pois já vem com a borda delineada) :

100_2776   100_2777 100_2780 100_2781

Então faremos pequenos furos no fundo do balde que ficará por cima. Estes furos são para drenar o chorume que será armazenado no balde debaixo. Utilizei brocas de aço rápido tamanho 4.

100_2783 100_2784100_2787Usamos brocas mais finas, tamanho 1 ou 1,5 para fazer furos na parte de cima do balde que receberá resíduos orgânicos. Estes furos são para permitir a entrada de ar.

100_2849
Agora a sugestão é fazer uma pintura bem bonita nos baldes para tirar todo aquele passado de margarina e fazer com que enfeitem a sua cozinha!

Como fiz essa composteira durante o carnaval, escolhi o dourado para evocar o calor do egito para dentro da composteira! (sim, ela vai esquentar muito!)

100_2793O balde de cima ganhou um stencil em espiral com fita crepe, bem fácil de fazer:

100_2792  100_2803
Agora vamos preparar o balde de cima para receber o nosso lixo orgânico.

Coloque uma camada de matéria seca, nesse caso usei folhas, e depois uma camada de composto ou terra de floresta. Essa terra é rica em bactérias que ajudarão no processo de decomposição :

100_2814 100_2817

Agora podemos colocar o nosso lixo orgânico!

100_2853

 

Algumas coisas importantes:

. O processo da compostagem precisa de ar e humidade (em torno de 50%)

. Procure picar os restos de alimentos para facilitar a decomposição.

. Existe uma relação Carbono x Nitrogênio a ser mantida (inicialmente 30:1). Na prática, procure sempre cobrir BEM os restos de alimentos com matéria seca como palha, serragem e folhas.

. O processo de compostagem gera calor, podendo chegar entre 60 e 80 graus (!). O que é bom pois ajuda a matar os patógenos. Quando a temperatura cai, é sinal de que o composto está estabilizado.

 

. O que PODE entrar :::

– Frutas, legumes, verduras, grãos e sementes;
– Saquinhos de chá, erva de chimarrão e borra de café (com filtro).
– Sobras de alimentos cozidos ou estragados (sem exageros) e cascas de ovos.
– Palhas, folhas secas, serragem, gravetos, podas de jardim.
– Papel toalha, guardanapos de papel, papel de pão, papelão, jornal.

 

. O que NÃO DEVE entrar :::

– Carnes de qualquer espécie;
– Laticínios, óleos, gorduras;
– Fezes de animais domésticos e papel higiênico usado.
– Excesso de frutas cítricas (laranja, limão, abacaxi, etc);
– Excesso de sal (sobras de comida), alho e cebola.

 

Com o tempo, o composto começar a parecer uma massa escura:

100_2857

Quando o balde já estiver cheio com essa massa escura pré compostada, podemos colocar nossas queridas minhocas! (se elas entram no início podem morrer com o calor gerado)

100_2825Utilizamos as minhocas vermelhas da califórnia. Você pode pedir algumas minhocas para alguém que já tenha um minhocário e em pouco tempo elas irão se reproduzir e aumentar em quantidade. As minhas minhocas vieram do TEAR onde eu e Hernani demos uma oficina de irrigação no ano passado. É um bom lugar de referência no Rio de Janeiro.

Você também pode comprá-las de um produtor ou até pela internet(!).

As minhocas aceleram em muito o processo de decomposição pois são capazes de comer diariamente uma quantidade equivalente ao seu próprio peso (!) além de enriquecer o composto com seus excrementos, o famoso húmus de minhoca.

Quando o Balde de cima encher…

balde_cheio

É hora de introduzirmos um terceiro balde no topo do sistema!

Começamos novamente furando o fundo dele:

fura_fundo2

furan_fundo3

Fazemos furos laterais na parte superior para a entrada de ar:

fura_lado2

E cortamos a nova tampa para ficar no meio entre o segundo e terceiro balde. Corte um círculo deixando no meio, deixando uma borda grossa o suficiente para sustentar o terceiro balde (lembre que vi estar pesado, cheio de composto).

100_2879

100_2880

Agora, outra pintura para encantar : )

100_2909

100_2911

100_2912

 

100_2913

deixando o sistema assim:

100_2915

O balde de cima vai, então, receber os novos resíduos gerados pela casa.

 

100_2916

O Balde do meio, que está cheio, ficará agora descansando enquanto as minhocas fazem o seu trabalho.

Quando o balde de cima também estiver cheio, o balde do meio já deverá estar com o composto estabilizado ou perto disso, passe então composto mais velho para um outro recipiente e ponha o balde vazio no topo para começar um novo ciclo de compostagem!

REFERÊNCIA: Cadico Minhocas | http://cadicominhocas.blogspot.com.br

Esta entrada se publicó en rio de janeiro y está etiquetada con , en por .

Acerca de surian

Surian researches open source and social technologies in Brasil. He graduated in media at UFRJ and went to live in the countryside where he learned to plant and worked with a seed bank, agroecology and communities. He is currently studying permaculture, mesh networks and non-violent communication as ways to make people closer to each other. In the meantime, he enjoys making music, poems, inventions and putting radios in the air.